TE CUIDA COVID-19

PRÓLOGO

O título deste editorial é uma provocação, a crise que assola todo o mundo tem feito as pessoas se assustarem, se desmotivarem, no entanto a equipe da MS se recusa a parar e ficar aguardando as coisas acontecerem.

E é só isso que vão ouvir falar de COVID-19, neste artigo, fora uma piadinha no final…

MS DEIXA OFICIALMENTE DE SER FANZINE

Já foi dito várias vezes, que desde seu relançamento em 2009, a MS foi uma publicação de fã, uma homenagem ao saudosismo e prazer que ela proporcionou a seu único editor – que jamais quis, de fato, este cargo – e a partir da publicação deste artigo, assume definitivamente a função que adorava ter na revista, a de CE e curador de um rico material, fornecido pelos próprios leitores da MS.

Diversos contatos já foram feitos e aos poucos iremos apresentando novos editores, que serão responsáveis por seções da revista e juntos, vão tornar a MS mais eclética e abordando muito mais assuntos.

APRESENTANDO A #MSBD

Conforme já foi mostrado no artigo Humor & Arte, publicado recentemente, a novíssima seção MSBD fica como um marco deste upgrade da MS para um patamar superior.

A MS Banda Desenhada, inaugura a hashtag #MSDB e uma série de atividades, sendo que para cuidar desta seção foi convidado o colaborador Nilson De Lourenço, que recebe o apelido de NL e é nosso mais novo editor, com quem deixamos a palavra…

Olá, sou Nilson De Lourenço, ou NL, já que é costume abreviar os nomes dos componentes do staff da MS.
Não vou começar este texto com “é com muito prazer que”, mas afirmo que, sim, é com muito prazer que aceitei o convite para fazer parte da MS.
Já faz um tempinho que tenho contato com o mundo da informática. Digamos que seja desde 1987, época em que tive meu primeiro computador Timex Computer 2048, lá em Portugal.

No entanto, mesmo muito antes disso, esse mundo de tecnologia me fascinava, fosse através de uma série de gadgets da época (minigames talvez fique melhor) ou dos esfumaçados fliperamas dos anos 80.

Quando vim para o Brasil em 1990, após ter “convivido” com os Spectrums, Amigas, Atari Sts,  esse meu mundo tecnológico ficou órfão por algum tempo, porque eu não sabia realmente o que “rolava” aqui. E aí entrou a revista Micro Sistemas que, na época, sem exagero algum, foi uma bússola. Foi através dela, por exemplo, que soube da existência de emuladores para o Spectrum.

Quanto aos quadrinhos, uma outra paixão antiga, junto com os videogames. 

Comecei a externalizar essa paixão pelos quadrinhos através do meu site em 2010, bruxadibre.com, quando tive a oportunidade de ver meus trabalhos publicados em um jornal de São Paulo e também em uma intervenção cultural.

Não sei mensurar qual a influência dos quadrinhos em minha vida, mas sei dizer que foi tudo uma longa viagem em que agora a nave se confunde com o astronauta.

E posso dizer que, junto com a Micro Sistemas, nossa nova viagem vai ser muito prazerosa. Conto com vocês.

Sejam bem-vindos.

MS PUBLISHER

Além de algumas novas seções, a MS assume definitivamente o perfil de publisher, ou seja, vamos apoiar o autor “indie”, seja qual for sua atividade artística.

A Banda Desenhada é apenas uma pequena parte de um grupo que envolve muitas artes, tais como: escrever, desenhar, publicidade, criação de jogos, quadrinhos, para citar apenas algumas possibilidades.

Um exemplo é o #QFF, uma brincadeira com quebra-cabeças sobre cinema, inclusive muito parecida com um outro jogo que o NL também está lançando.

Ambos são jogos no formato quiz, que serão publicados periodicamente, assim como outros produtos que visam deixar a MS mais ilustrada.

Alguns destes produtos serão comercializados, na loja da MS, que já está instalada e sendo abastecida com diversos produtos muito bem selecionados, só falta inaugurar e isso vai acontecer em julho de 2020.

COMO PARTICIPAR DA BANDA DESENHADA…

Se a talentosa leitora ou o criativo leitor tem algum material que já publica em um site, Blog, ou impresso e gostaria de estabelecer uma parceria com a MS, estamos a disposição para conversar a respeito, nos apresente sua proposta e vamos ver até onde pode ser viabilizada.

E você que tem material inédito, que quer publicar, mostre para nossa equipe, pode ser que a MS Publish saiba exatamente o que fazer com seus produtos, vendendo ou apenas apoiando sua divulgação em nossas páginas.

Jogos de cartas ou de tabuleiros, livros, quadrinhos, jogos tradicionais para computadores e tudo que envolve a diversidade das artes que a tecnologia permite transformar em produto, são justamente o que procuramos e estamos preparados para tornar reais.

Esta seção vem sendo planejada desde o final de 2019, sendo que seu lançamento foi bastante prejudicado pela pandemia, mas já nos adaptamos e está na hora de tocar o bonde.

O QUE TEMOS NA MANGA…

É manga, aquela que esconde o ás e não mangá, que também teremos em nossas páginas. Basta nos enviar seu trabalho.

Como aperitivo, trazemos um novo jogo de cartas, que entrará no lugar do TRNSFRMDS.

Em breve o DL vai postar um artigo esclarecendo porque TRNSFRMDS foi retirado da pauta, em seu lugar entra um jogo, também de cartas, cujo nome ainda não foi definido, mas por enquanto chamamos de…

PROJETO F-ZERO

Lançado pela Nintendo em 1990, o jogo F-Zero se tornou rapidamente um clássico, com versões diversas, para praticamente todos os videogames.

Trata-se de uma corrida futurística, onde pilotos e máquinas travam verdadeiras batalhas para chegar a vitória.

TOCA RAUL

Raul Tabajara, queremos você aqui na MS…

Raul Tabajara, conhecido criador de jogos, produtor 3D, professor e diversos outros títulos, começou uma atividade onde vai criar modelos em 3D de carros similares aos do F-Zero, assim como uma pista física para jogar. O projeto está em desenvolvimento e tem muitas informações legais sobre ele em um diário, publicado pelo próprio Raul. Clique na imagem para saber mais.

Quando o DL viu o projeto do Raul, lembrou-se imediatamente de um jogo de cartas que começou a fazer por volta de 2002, que tinha alguns elementos do F-Zero e juntando as ideias e inspirações, percebeu que um F-Zero em formato de cartas seria algo bem interessante.

“Quem sabe no futuro possamos juntar isso ao projeto do Tabajara, seria o máximo” (DL)

E assim o projeto F-Zero passou a substituir o TRNSFRMDS e será a primeira produção de um jogo físico da MS.

Por enquanto nada de fotos ou detalhes, só podemos dizer que logo haverá um concurso para escolher o nome do jogo, valendo assinatura da MS para a sugestão escolhida.

ASSINATURA!!! COMO ASSIM?

Calma, econômica leitora e parcimonioso leitor… a MS vai continuar gratuita, você sempre poderá acessar todo nosso conteúdo gratuitamente, no entanto, estamos criando uma assinatura para o que chamamos de leitor VIP, que, em troca de uns poucos trocados poderá usufruir de muitas vantagens.

Isso já foi citado no artigo VIP e está em plena implantação, este mês já teremos alguns artigos experimentais, neste novo formato.

Um exemplo das vantagens de ser leitor VIP é que ao adquirir um produto da MS, este leitor poderá ter significativos descontos, assim como participar de promoções, com nossos parceiros comerciais.

Também terá o privilégio – que acreditamos ser muito legal – de participar da criação das matérias, ou seja, poderá ler os artigos enquanto ainda estão sendo escritos, podendo dar “pitacos”, ou seja, fazendo sugestões ainda no momento da criação e até mesmo poderá se tornar co-autor, quando demonstrar que tem conhecimento sobre o assunto tratado.

E ainda poderá votar em quais artigos irão para a edição física da MS — mais a frente falaremos sobre isso — e terá acesso completo e imediato a tudo que for produzido ou estiver em produção.

E tem mais, muito mais… 

A partir de julho de 2020, as matérias da MS serão publicadas com uma versão resumida, seguida da versão integral em um link separado, este link será disponibilizado gratuitamente após 30 dias de sua publicação, porém os leitores VIP terão acesso imediato.

Esta foi a forma que encontramos para uma crítica que o DL recebe eventualmente, mas que, apesar de levar em consideração, se recusa a mudar seu estilo, por não concordar com a assertiva.

Costumo ser criticado por “textões”, porém, vejo este termo pejorativo ser aplicado sem merecimento. Claro que existem muitos “textões” de fato, sem qualquer conteúdo e apenas “encheção de linguiça”, vemos isso diariamente, especialmente  em textos oficiais, muitas vezes escritos por ghost-writers e que poderiam facilmente explicar algo em dois parágrafos, mas preferem gastar 200 páginas, para demonstrar uma falsa sabedoria para pessoas que nem sabem escrever. Meus textos tem o tamanho que entendo que o assunto merece, nem mais nem menos. (Divino Leitão)

De qualquer forma, a MS quer dar aos seus leitores a opção de ter acesso a informação curta e rápida, como se convencionou a partir de tantas opções virtuais de leitura, algumas extremamente rápidas. Então passaremos a ter textos curtos, concisos e espartanos, seguidos de textos mais elaborados, para quem os preferir.

Os textos mais elaborados serão disponibilizados integralmente, um mês após a publicação do texto resumido, exceto para os leitores VIP, que, na verdade, terão acesso a eles, antes mesmo de serem finalizados.

Estas novidades passam a valer a partir de julho. Até lá estamos em processo de implementação do formato e alguns textos já serão publicados em duas partes. Porém, antes de julho, ainda não aplicaremos o tempo de espera.

COMO SE TORNAR VIP

A assinatura VIP já teve seu valor definido. Vai custar R$ 7,00 (sete reais) por mês. Haverá opções para pagamento anual, por um valor menor.

Nos próximos dias lançaremos a campanha de assinatura. Quem tiver interesse pode já enviar um e-mail para revistamicrosistemas+queroservip@gmail.com e já vai ganhar um desconto especial só por ter demonstrado seu interesse.

Nossa assinatura terá uma outra característica diferenciada: se você quiser apenas experimentar, pode comprar 30 dias de assinatura e se não renovar continua como assinante, porém deixa de ser VIP, até decidir pagar novamente. A vantagem é que não precisará fazer novo cadastro e suas conquistas como leitor VIP não serão perdidas, apenas ficam desativadas. Pense nisso como se fosse uma assinatura pré-paga, ou seja, você usa só quando quiser, ou puder… conforme o caso.

Mais detalhes sobre este assunto serão publicados ao longo deste mês…

MAIS SURPRESAS…

Em julho de 2020 o RD vai lançar uma versão nova do Amazônia e uma grande surpresa para aqueles que sentem falta da MS impressa, já falamos sobre isso no artigo que você pode ler clicando na imagem a seguir.

A surpresa é uma edição comemorativa reproduzindo a edição da MS impressa, onde foi lançado o jogo “Aventuras na Selva”, que deu origem ao Amazônia.

Será uma edição imperdível e exclusiva, quem perder vai virar comida de onça.

E a partir deste lançamento a MS online, passará a ter uma edição mensal em PDF/e-book. Esta edição será composta de matérias escolhidas (pelos leitores VIP) e diagramadas para impressão, algo como “o melhor da MS”.

Deixamos claro que não vamos passar a imprimir a MS, mas os leitores que gostam de folhear páginas e colecionar as revistas terão sua vontade satisfeita, basta imprimir a edição em PDF, com a qualidade que desejar.

Esta edição em PDF/e-book será gratuita para leitores VIP, para os demais será disponibilizada em nossa loja.

Em julho, em homenagem aos lançamentos do RD estamos preparando um pôster, que também será a capa de nossa primeira edição em PDF.

Rascunho de parte do pôster comemorativo.

É um pôster muito especial, que conta parte da história de pessoas ligadas à MS desde a década de 70, assim como alguns fatos relevantes da tecnologia em todo o mundo, especialmente no Brasil.

Mas vai bem além de um pôster com uma timeline, será também a base de um jogo de tabuleiro, com cartas e versão web, criado pela equipe da MS.

Escolhemos 1970 porque são 50 anos até 2020 e naquela época já começavam a aparecer os primeiros sinais da tecnologia que nos levou ao que temos hoje, como a Copa do Mundo, que foi transmitida ao vivo pela primeira vez e, ainda por cima, em cores e a historiadora leitora e curioso leitor, ficarão surpresos com as outras coisas que aconteciam e que nos trouxeram todas estas maravilhas.

Está bom para meio ano de pandemia?

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *