EDITORIAL 01/05/2021

Em plena pandemia, comemoramos mais um dia do trabalho, sem festas, sem eventos, todo mundo quietinho em casa e a maior parte do mercado de trabalho sem acesso, empresas fechadas, um panorama dos mais lamentáveis.

Aqui na MS continuamos dando duro, talvez não pareça para quem entra no site e vê apenas os artigos e mal sabe o que está acontecendo nas entranhas do servidor, as novidades que tem sido anunciadas e outras que ainda nem contamos, mas estão em implementação.

O assinante VIP já está em pleno funcionamento, embora não esteja ainda se refletindo nas matérias, mas em breve começara e talvez se note mais os artigos que não poderão ser lidos do que os serviços que estão sendo oferecidos.

O mais novo é uma rede social, dentro da MS, trazendo de volta algo que muitos usuários da internet tem se ressentido desde que o Google comprou o Orkut, apenas para tirar do ar uma das mais promissoras e bem feitas redes sociais. O mesmo GOOGLE que agrada com uma mão e bate com outra, pois até o momento não conseguiu ainda montar um sistema de rede social que agrade a seus interesses e dos usuários ao mesmo tempo.

Mesmo assim é um serviço útil, tanto que ilustramos esta matéria com um doodle que homenageia os trabalhadores de todo o mundo.

A rede social da MS vai privilegiar as comunidades e vamos inovar, ao invés de permitir milhares de comunidades sobre um mesmo assunto, haverá uma única comunidade sobre cada assunto e isso nos leva a uma nova seção, chamada #sohum onde vamos apresentar um programa ou app “definitivo” para uma tarefa específica, mas não é tão simples, pois o programa do #sohum pode ser substituído se a prodigiosa leitora ou o inquieto leitor apresentarem um outro programa que faça a mesma coisa, de uma forma melhor, dentro de alguns critérios que vamos estabelecer em conjunto: redação e leitores.

E para fazer parte desta rede não precisa sequer ser assinante VIP, basta se cadastrar no site, ao fazer o cadastro a inscrição na rede é automática.

E voltando ao #sohum a estréia será com um programa que foi difícil encontrar até onde fazer o download do original, mas encontramos. A matéria já está pronta, mas só será publicada após recebermos o primeiro comentário dizendo “eu quero”, aqui mesmo… neste editorial.

Sim…  a MS está pedindo mais interação com os leitores, pois é uma das formas de saber se estamos no caminho certo, se estamos escrevendo matérias que sejam agradáveis, pois este é nosso objetivo.

Então fica o pedido desde seu editor, interajam mais com a revista, ajudem-nos com a divulgação das matérias que gostarem nas redes socais, sem isso a MS se perde na quantidade absurda de opções que temos atualmente, precisamos dessa força.

E assim começamos o tradicional mês das noivas, mês do dia das mães, que infelizmente este escrevinhador não pode mais comemorar com ela, mas nunca se esquece.

Divino Leitão

Safra de 57, um cara das artes, professor e coordenador do CPD da MS. Desde sempre!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: