SEJA UM PARCEIRO


PRÓLOGO

Um dos pontos fortes da MS impressa, eram as colaborações dos leitores, claro que projetos fantásticos, como o Micro Bug, do RD eram a cereja do bolo, mas sem as colaborações, a MS seria apenas mais uma revista como todas as outras.

Os leitores interagiam, enviavam cartas e colaborações fantásticas e alguns passaram a fazer parte do corpo editorial da revista, participando das reuniões de pauta ou trazendo suas próprias ideias.

Após diversas solicitações de minha parte, Alda passou até mesmo a pagar por colaborações que a gente julgasse que impulsionariam a revista e ainda mantenho esta posição.

Nesta versão on line não podemos pagar – ainda – mas com certeza, vamos buscar formas de monetizar a publicação e ver se chegamos a este nível. Ainda acredito que o bom trabalho deve ser remunerado e os colaboradores atuais, no mínimo terão algumas vantagens, na LOJA e no EAD da MS.

EXEMPLO

Um dos melhores exemplos de colaboração, que posso destacar, foi o jogo “Em busca dos tesouros”, do Tadeu Curinga da Silva, uma versão do Pitfall para a linha ZX 81, que era de deixar qualquer um de queixo caído.

Quando coloquei pra rodar fiquei impressionado em como um garoto, de 14 anos, tinha conseguido fazer um jogo deste nível, que para quem está acostumado aos jogos atuais pode parecer bem simples, mas isso nos anos 80 era simplesmente um tesouro mesmo.

O Tadeu enviou a colaboração com a intenção de publicar a listagem do jogo na MS, algo que seria inviável na época, mas sugeri que fosse feito de forma diferente e após algum tempo a revista colocou a venda a fita K7.

Na minha porca opinião, seria uma perda inestimável este jogo não ter sido mostrado ao público.


COMO FAZER?

Não era apenas na área de jogos que vinham colaborações fantásticas, alguns colaboradores enviavam coisas tão interessantes que as vezes ficávamos sem saber como colocar na revista, mas sempre se dava um jeito.

Naqueles tempos as colaborações chegavam pelos correios ou as pessoas iam visitar a MS pessoalmente, em sua sede no centro do Rio de Janeiro.

Atualmente colaborar é infinitamente mais fácil, com a Internet há inúmeras opções de compartilhamento, de ofertas e temos até mesmo uma LOJA, para poder vender produtos de nossos leitores e parceiros. Tudo com um selo de aprovação da MS.

Para você enviar um texto é bem simples, pode enviar por e-mail, disponibilizar no Google Drive ou apenas publicar em seu próprio site e nos enviar uma autorização para publicação, fazemos uma incorporação de sua matéria ou vídeo ou o que for em uma das nossas seções e pronto, você já é um colaborador da MS.

Então se você é Youtuber, produz podcast ou qualquer outro tipo de material que possa ser publicado na Internet e quiser nos apoiar, basta entrar em contato e nos dizer onde está sua produção e se quiser fazer algo exclusivo para a MS vamos analisar, com o maior carinho.

Então ficamos combinados… a MS existe para você e pode ser feita também por você, este será nosso lema.

JÁ ESTÁ PUBLICADO?

Sem problemas, a não ser que você tenha assinado um contrato de exclusividade com o outro lugar.

Aqui nós reproduzimos sua produção sem problemas, com indicação e link do local de origem.

Somos um portal de informações e o que tem de bom, queremos reproduzir.

Temos um conselho editorial que vai dizer o que pode ou não ser publicado, então basta submeter sua produção e vamos ter o maior prazer em analisar.

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Divino C. R. Leitão

Safra de 57, um cara das artes, professor e coordenador do CPD da MS. Desde sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *