VAI COMEÇAR O #CBCA

 

Lembro — com muita saudade — de meu primeiro curso EAD, criado no final de 98, que foi elaborado com muito cuidado, inclusive tendo que criar uma plataforma de EAD para isso, já que o termo sequer era muito conhecido nesta época.

O tema era criação de jogos, mas o foco foram os adventures, por escolha da turma e não minha.

Foram 15 consultores para ajudar no curso, entre eles a maior autoridade em adventures do Brasil, o RD, que está firme e forte, divulgando e facilitando a quem gosta deste estilo de jogo, desde os melhores adventures nacionais até mesmo os processos criativos, com ferramentas de altíssimo nível e cursos, e-books e lives quase todo sábado, com temas muito legais. Sua menina dos olhos é o Gênesis, o estado-da-arte dos editores de adventure, que permite que vários autores trabalhem em tempo real na criação, cada um no conforto de sua casa.

Claro que estou presente nesta festa, com um adventure baseado em meu primeiro jogo de computador, o “Cavernas de Marte”. Acontece que o “Cavernas” foi criado porque digitei o “Aventuras na Selva”, primeiro adventure brasileiro e isso me inspirou a fazer meu próprio jogo e agora o ciclo se reencontra, pois estou no projeto “Cavernas de Marte” onde um grupo de usuários vai fazer um adventure com este fantástico tema, que é o assunto do momento. Para mais detalhes sobre isso, procure o nosso grupo no Facebook, (clique na imagem) onde o projeto está ainda em seus primeiros passos.

 

São muitas recordações e planos, mas o frio na barriga de iniciar um novo projeto sempre existe e hoje, logo após a live, no Facebook…

Anote o linkfb.me/e/5VMwIR9s7

Na live explico como será o curso e tiro as dúvidas, ela fica para servir de explicação para os próximos cursos, já que pretendo ter várias turmas e elas vão sendo iniciadas tão logo se tenha um grupo formado de 12 pessoas, que é o limite para cada turma.

PORQUE LIMITE, SE É ONLINE?

Apesar de já ter ministrado cursos assim trocentas vezes, aquele primeiro, que citei no início do texto, me ensinou algumas lições.

Aquela pequena matéria, que saiu no caderno de informática de o Globo, foi para um curso que planejava ter 30 alunos no máximo. Ainda lembro das piadinhas internas com o pessoal da equipe que convidei para ajudar no curso, de que teríamos mais professores que alunos, mas para surpresa geral, antes mesmo do jornal sair nas bancas, a turma que acessava o jornal pela Internet (portanto antes de ser distribuído) já correu atrás de se inscrever e quando fui olhar as respostas, as 6 da manhã, já tinha mais de 100 inscritos.

Fui lá e avisei que as inscrições que viessem depois valeriam para próximas turmas e novamente a surpresa, foram mais de 2 mil inscritos, apenas com esse anúncio aí.

Isso me faz pensar que a Internet, com seus mais de 100 milhões de usuários não é páreo para um jornal, que tinha a tiragem de 1 milhão de exemplares e era apenas no Rio de Janeiro… ou sei lá, talvez o assunto não desperte tanto interesse mais, já que ainda há vagas nesta turma inicial de apenas 12.

Defini 12 pessoas porque quero cuidar de cada aluno particularmente e desta vez não tenho 15 especialistas para me ajudar (na época alguns atrapalharam mais que ajudaram, a bem da verdade) então grupos pequenos facilitam este trabalho e permitem uma dedicação maior a cada aluno.

ESTE CURSO É PAGO OU GRATUITO?

O curso é pago, esta foi outra lição que aprendi ao longo dos anos, “ofereça algo grátis e irão pensar que vale o que custa”, no entanto em uma promoção da MS, os 60 primeiros alunos a se cadastrarem vai ser 0800 total, brinde da MS e pronto. Serão 5 turmas e depois acabou a moleza.

Acabará também o atendimento super-personalizado (per-per ficou legal). Na versão paga os alunos terão também atendimento personalizado, mas em um nível menor do que nestas 5 primeiras turmas, que considero uma versão beta, onde todos os ajustes necessários ao curso serão feitos. já com o “avião” voando.

QUAL O RESULTADO ESPERADO PARA ESTE CURSO?

Espera-se que cada aluno tenha aprendido o básico da criação de adventure e tenha criado seu próprio livro-jogo — sim, um livro-jogo feito manualmente — com versões digitais e até versão para micros antigos, usando o velho BASIC, como lá no primeiro adventure, criado pelo RD.

Muita coisa para explicar em um único texto e por isso mesmo tem uma série completa de artigos, ainda sendo escritos, que vai detalhar tudo.

Para acompanhar a série, usem sempre a página inicial do curso, onde ficam todas as informações e dali se pode acompanhar a série toda, que será bem grande, bem maior que meus “textões” 😉

Este texto não faz parte da série, trata-se apenas de um texto de blog, para aquecimento 😉

Ah sim, tem um adventure — dos mais simples e banais — que está já disponível, em uma plataforma inusitada para adventures, o Google Sites, que escolhi por ser fácil de usar e gratuito.

Olhe agora e observe bem que não tem absolutamente nada, exceto um exemplo que muitos sequer vão conseguir entender, meu desafio é que voltem a acessar depois das 5 turmas adicionarem seus trabalhos e aí terão uma noção da vastidão deste projeto.

Não é uma promessa… é um fato, pois já fiz isso antes, mas nunca de uma forma como esta, onde o resultado é efetivamente publicado e se manterá em funcionamento.

Para ter uma ideia melhor do #CBCA, leia o artigo “Sonhos & Pesadelos” e vai entender porque é importante começar do zero. Para aprender direito.

Lá naquele primeiro projeto de 1998, que previa 30 alunos, começaram mais de 100, muita coisa deu errado, pois só para terem uma ideia o curso era para levar um mês e levou 3 meses, com o carnaval no meio, atrapalhando, tal qual um neurônio defeituoso, e mesmo assim foi até o final, onde se formaram 27 alunos, com direito a festa e entrega dos diplomas, mas o curso era tão amaldiçoado que no dia da festa teve aquele apagão que deixou o Brasil inteiramente as escuras, mesmo assim não entregamos a pelota

Infelizmente perdi um HD, onde tinha as fotos da formatura, com a galera a luz de velas, fantasiada de Smurfs (tinha um pano azul forrando os encostos das cadeiras do restaurante) foi uma noite inesquecível e o curso também.

Na verdade perdi todo o material deste curso, inclusive os adventures e mensagens, já que usamos como base uma rede de grupo de e-mail que não existe mais, talvez tenha algo ainda na Internet, ou com os próprios participantes, neste caso agradeço se enviarem este material, pois é muito precioso para mim e já cansei de procurar.

Então… já fez sua inscrição ? Basta clicar na imagem, a chamada para as turmas será por ordem de preenchimento do formulário…

Divino Leitão

Safra de 57, um cara das artes, professor e coordenador do CPD da MS. Desde sempre!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: