GOLPE DO WHATSAPP

WHATSAPP O MAIS VISADO

No Brasil o Whatsapp é muito popular e a rede, que atualmente pertence ao Facebook e está se preparando para permitir pagamentos on line diretamente pelo aplicativo é uma das mais visadas para a aplicação de golpes, especialmente o mais comum, que é pedir dinheiro, passando-se por outra pessoa.

Durante muito tempo o processo mais comum consistia em tomar posse ou clonar o Whatsapp de uma pessoa e usar a conta para assediar os conhecidos e parentes, pedindo dinheiro, inventando situações de risco que na verdade nunca existiram.

Uma situação bastante comum é alguém enviar mensagem, dizendo que a pessoa se encontra hospitalizada e precisa de um valor para comprar um remédio ou autorizar um tratamento, isso imprime um caráter de urgência e desestabiliza a vítima, fazendo com que caia no golpe com mais facilidade.

Em outros seria uma situação de risco, como um veículo quebrado em local ermo e pedindo para passar um valor para conserto imediato, ou simplesmente a pessoa pede dinheiro emprestado, prometendo devolver logo em seguida.

Em todos estes golpes a vítima é um amigo ou parente e ainda que a pessoa não caia no golpe, fica para aquele que teve seu Whatsapp roubado, o constrangimento de ter pedido dinheiro, pois nada leva a crer que não seja o próprio.

Inclusive já houve casos que ó legítimo dono do Whatsapp aplica o golpe em seus conhecidos e depois afirma que teve o celular clonado, isso chega a ser comum e no caso é má fé pura e simples. Na outra ponta tem os “amigos” que afirmam ter caído no golpe e depositado algo, mas não o fizeram. A canalhice humana não tem limites.

Não importa o modo de operação, estas coisas sempre envolvem muitos problemas, precisa fazer BO, na maioria dos casos e até mesmo se perde o número de telefone — que para alguns é um problema sério — portanto é muito importante saber se defender destes golpes e é disso que vamos falar neste artigo.

NÃO DEPOSITE VALORES SEM CONFIRMAR

Com as opções rápidas de pagamento, tais como PIX e em muito breve, transferências pelas próprias redes sociais, fica cada vez mais fácil convencer uma pessoa distraída ou assustada e preocupada com algum ente querido efetuar pagamentos rápidos usando uma história bem ou mal contada.

Mas existem formas fáceis de se defender e a primeira delas é jamais fazer uma transferência sem confirmar antes com a própria pessoa, as desculpas para urgência devem ser ignoradas, especialmente as que envolvem situações graves, como doença, acidente e até mesmo ameaças, já que as vezes a conversa já vai para a ignorância, afirmando que a pessoa foi sequestrada e está em poder de criminosos, isso assusta a vítima, que — sem pensar muito  — acaba pagando. Pessoas idosas são alvo fácil, porque ficam sem ação neste momento e só pensam em “ajudar” e os criminosos sabem disso.

O primeiro passo é procurar a pessoa que está envolvida, mas os criminosos não costumam dar tempo para isso, tem na ponta da língua, diversas “justificativas” mas é possível ganhar tempo com procedimentos simples:

Então veja algumas coisas que pode fazer nestas situações:, para ter tempo de chamar alguém e tentar contatar a pessoa por outros meios:

  1. Finja (nem sempre é preciso) estar com muita preocupação e diga que vai providenciar o dinheiro, mas invente uma desculpa qualquer para ganhar tempo, diga que precisa transferir de outro banco, que precisa ir em um caixa automático, que esqueceu a senha… veja a melhor desculpa que pode usar. O importante é se livrar momentaneamente do assédio e da conversa fiada que está te distraindo, as vezes bastam alguns minutos para colocar a cabeça no lugar, apenas deixe de ouvir os possíveis criminosos. Se nada lhe ocorrer, simule uma perda de sinal e simplesmente desligue ou não responda. O importante é parar e pensar e poder chamar alguém capaz de lidar melhor com isso;
  2. É possível também simular a transferência, diga que fez a transferência e vai levar um tempo para que os criminosos percebam que foram enganados. Não se preocupe, pois caso a situação seja real, obviamente vão entrar em contato de novo, afirmando que a transferência não foi feita. Como normalmente a pessoa que liga está em uma prisão, depende de terceiros para a confirmação e isso leva algum tempo;
  3. Solicite outra forma de pagamento, alegando que aquela oferecida não funciona, isso vai causar uma dificuldade inesperada para o golpista, embora os mais “especializados” já tenham alguma, mas diga de novo que não funciona;
  4. Peça o endereço do local e diga que irá lá pessoalmente resolver, caso seja outra cidade, diga que tem um parente lá e que esta pessoa irá ao local pessoalmente.

Não importa que desculpa você use, isso vai desestabilizar os criminosos.

Se a pessoa do outro lado estiver dizendo que é o próprio, faça alguma afirmação absurda e peça confirmação, como por exemplo dizer que o cachorro daquela pessoa — que você sabe que nem tem cachorro — foi atropelado e observe a reação.

Uma vez me ligou um cara dizendo ser “meu primo” sem sequer dizer o nome, falei, poxa primo “Téo”, achava que você tinha morrido, foi tão rápido que nem pude ir no enterro. Que bom ver que está vivo! Do outro lado o golpista começou a rir, dizendo que inventaram a morte dele e ai tive a certeza que era só um presidiário me ligando para aplicar algum golpe, não tenho nenhum primo “Téo”. (DL)

Pergunte algo que seja mentira, tipo: recebeu a blusa que te mandei? Do outro lado vai ouvir um sim e saberá que não é a pessoa, já que não lhe mandou nenhuma blusa. Eles não vão responder não, porque sabem que isso implicaria em mais perguntas.

Só faça a transferência — se é que pretende fazer, seja para onde for — se tiver certeza absoluta que está conversando com a pessoa e mesmo assim peça um tempo, não existe situação de “emergência” que não possa esperar um depósito, mesmo que pareça grave. Acidentes, internamentos, etc não se resolvem com dinheiro na hora.

Se é uma pessoa muito próxima, é ainda mais fácil checar se é ela mesma. O ideal até é familiares terem uma senha para este tipo de problema e se não tiver… pergunte ao interlocutor qual a senha para este tipo de problema, se disser “esqueci” já sabe… com certeza é golpe  🙂

E quando se trata de criminosos, afirmando que fizeram a pessoa de refém, tente não se deixar levar pelo desespero, diga que vai pagar mas que precisa de um tempo para conseguir a grana, use este tempo para tentar contatar a pessoa, provavelmente estará em outro lugar, totalmente alheia ao que está ocorrendo.

O importante é não pagar logo de cara….. ganhe tempo e peça ajuda, seja a pessoas de sua confiança ou a polícia.

Em hipótese nenhuma dê seu endereço para que alguém vá receber o dinheiro, se houver pressão para isso é certeza que se trata de bandidos perigosos, então não se exponha, se eles tivessem seu endereço não precisariam pedir.

PRECISA CLONAR TELEFONE PARA O GOLPE?

Infelizmente não, golpes deste tipo podem ser aplicados com uma conta falsa do Whatsapp. Os golpistas usam um número gerado pela Internet e as vezes em outro pais, ou usam um número real, mas de um chip roubado ou comprado e registrado com CPF falso. Criam uma conta no Whatsapp, colocam lá a foto de um conhecido seu e simplesmente te enviam uma mensagem.

Note que, neste caso, o próprio Whatsapp vai te avisar que se trata de uma conta nova e não aquela que você tem cadastrada, então já desconfie imediatamente e não aceite qualquer pedido financeiro da pessoa ou empresa. Não importa o motivo alegado.

Existe a possibilidade de ser a pessoa e ela ter mudado o número de telefone, neste caso faça as confirmações que forem possíveis, mas ainda assim não faça transferências antes de ter confirmado tudo pessoalmente e se for uma empresa, pior ainda.

EMPRESAS DANDO GOLPE?

Sim, existem pilantras capazes de constituir uma empresa só para aplicar diversos golpes, as vezes elas tem sede e funcionários e se especializam em conseguir cadastros das pessoas,com promoções ou ofertas de empregos, algumas se fazem passar por instituições públicas, oferecendo “facilidades” e usando o Whatsapp enganam muita gente.

Algumas chegam a ter anúncios na TV, como por exemplo estas empresas que prometem empréstimo fácil e rápido, refinanciamento de dívidas, elas vão te envolvendo em um bem alaborado plano e de repente você está pagando algo, via Whatsapp que nunca vai receber, consórcios por exemplo.

Perto do Natal, uma empresa abriu uma loja no centro de Ribeirão preto, parecia uma loja comum, com geladeira, fogão, TV, etc. Só que a proposta era você comprar algo, sem levar, pagando em 12 vezes. Como em um consórcio, o valor dos produtos era abaixo do mercado, mas mesmo que pagasse a vista não levaria, precisaria apresentar 12 pessoas para comprar o mesmo produto, nas mesmas condições. Tecnicamente você pagaria metade do preço de mercado (em 12 vezes) e conseguindo as 12 pessoas levaria o produto. Óbvio que era um esquema, bem bolado, de pirâmide e alguém ia ficar sem o dinheiro pago e os produtos. A loja ficou lá por uns 5 meses, até a polícia fechar e os que pagaram ficar sem seu suado dinheiro.

Alguns golpes tem um investimento considerável da parte dos golpistas, foi assim com o tal do “boi gordo” ou das  famosas empresas terminadas com X do Eike Batista, que vendiam apenas ilusões a investidores. As pessoas dizem que não cairiam mais em golpes assim, mas existem milhares de imitadores baratos no Youtube, vendendo as mesmas ilusões e não duvido que alguém tenha comprado um dos sinais de internet vendidos pelo Elon Musk no Brasil, pago adiantado e sem se dar conta que é mais provável o 5G chegar do que este provedor funcionar… mas Elon Musk convence bem, fez até uma cripto moeda de gozação bombar na Internet.

Empresas não são garantia de nada e elas estão de olho nas possibilidades que as redes sociais oferecem, assim como pequenos golpistas, que se passam por empresas….

Muitas empresas usam o Whatsapp para cobranças e certamente isso vai permitir a prática de novos golpes, neste caso opte por pagar apenas através de contas bancárias que você já conheça, ou via PIX, onde vem identificado o nome e CNPJ da empresa, ou simplesmente ligue para seu contato na empresa e confirme a solicitação de pagamento.

Um golpe já bem antigo —  apenas adaptado para o Whatsapp —  consiste em uma falsa empresa verificar o obituário e enviar mensagens para a família de pessoas recém falecidas, afirmando que a pessoa tinha uma dívida com a empresa e exigindo o pagamento. Não pague. As vezes o golpe é bem feito e envolve algum produto até real, que eles alegam que o falecido teria comprado para alguém bem próximo, mãe, esposa… tipo uma bíblia, uma jóia. Só que a compra nunca existiu, estão apenas empurrando um produto que nunca foi comprado pela pessoa e certamente superfaturado.

Simplesmente cancele a compra, a lei do consumidor garante isso e se for o caso de algo que foi comprado pela pessoa e não foi pago, mande entrar em contato com o advogado responsável pelo espólio e se não houver espólio, a lei diz claramente que não se pode cobrar alguém que não está mais vivo, mesmo que esteja devendo, herdeiros tem obrigações legais, mas se não há herdeiros, não há obrigações.

Multas, prestações e até mesmo contas de concessionárias de serviços públicos falsas costumam chegar pelo Whatsapp, nunca pague sem antes confirmar no site da empresa se é uma conta real.

Também é comum falsos comunicados de prêmios que você teria recebido, mas que exigem o pagamento de uma “taxa” para a entrega, as vezes a título de frete ou impostos… não caia nessa, é um dos “contos do vigário” mais antigos do mundo, te “enchem os olhos” com a possibilidade e lucro fácil e levam seu dinheiro.

Uma das mais comuns é do “advogado” de um “parente distante” que está te procurando para entregar uma herança… mas precisa que você pague antes as custas do processo… diga que pode descontar da herança e mandar entregar o que sobrar.

E sabe aquela mensagem de um milionário africano que resolveu repartir sua fortuna com o mundo…. ah vá, nem você ia cair nessa 🙂

COMO SE ROUBA OU CLONA UM WHATSAPP?

Calma indignada leitora e preocupado leitor, a MS não vai dar o caminho das pedras para algo que na verdade todo mundo (menos você) já sabe fazer.

O processo é relativamente simples e consiste em saber o telefone da vítima — algo muito fácil, já que o próprio Whatsapp informa — e então entrar em contato com ela, oferecendo algo atraente, talvez um sorteio ou um serviço atraente e gratuito.

Uma vez atraída a pessoa acaba convidada a se cadastrar em um site e quando o fizer vai desencadear todo um processo, que basicamente é assim:

  1. Ao se cadastrar no site falso um robot, solicita ao Whatsapp a mudança de número de telefone, isso gera uma mensagem, via SMS para o telefone da própria pessoa, inclusive a mensagem é identificada como sendo do Whatsapp e com o aviso de não repassar a ninguém, porém a maior parte das pessoas não lê todo o conteúdo;
  2. Lá no site onde está se cadastrando a pessoa é informada que recebeu uma mensagem por SMS em seu telefone e o sistema pede o número do código da mensagem. Ai está o golpe, o sistema não irá enviar nada, mas sabe que a pessoas acabou de receber uma mensagem do Whatsapp, com o código;
  3. Inocentemente a pessoa digita o código recebido no site falso e pronto, o golpista passa a ser dono de seu Whatsapp.

Tem como evitar isso?

Tem sim, a forma mais garantida  é habilitar no Whatsapp a chamada “verificação em duas etapas” que em nossa opinião deveria ser obrigatória, mas não é e sequer vem habilitada e ainda tem muitas pessoas que  desconhecem sua existência e outras que se recusam a utilizar.

Se você ainda não fez, mas quer fazer é absurdamente fácil:

  1. Na tela principal do Whatsapp clique nos 3 pontinhos e depois em Configurações;
  2. Depois clique em Conta;
  3. Agora clique em Confirmação em duas etapas;

Se já estiver ativada tem você verá opção de Mudar PIN ou e-mail, se não estiver, poderá ativar, definir o PIN e um endereço de e-mail.

Pronto, você está livre de ter seu Whatsapp roubado.

Agora de vez em quando o Whatsapp vai te pedir o PIN, para ter certeza que é você que está usando e caso mude de número de telefone, ele será pedido. Ou seja, mesmo que sem querer informe aquele código por SMS para terceiros, a pessoa não terá o PIN e mesmo que peça o PIN do Whatsapp lá no tal formulário, convenhamos que é muita distração de sua parte.

Mesmo assim cuidado, pois lá no site podem te pedir um PIN e se você é destas pessoas que colocam o mesmo PIN em tudo… ainda corre o risco de perder seu Whatsapp, por isos mesmo o PIN do Whatsapp tem 6 dígitos, quando a maioria tem apenas 4.

Se acontecer comigo, o que fazer?

A primeira coisa a fazer é entrar no Whatsapp com seu próprio telefone e como ele estará sem o Whatsapp poderá solicitar o código de 6 dígitos por SMS e se o receber, basta digitar e o Whatsapp volta para seu telefone, o problema é que provavelmente o ladrão já terá feito a confirmação em duas etapas e mudado o PIN, mas mesmo que isso ocorra, em 7 dias poderá recuperar a conta, mesmo sem o PIN, tudo isso está na FAQ do próprio Whatsapp, veja neste link.

Mas pode ser que isso não funcione, há formas de impedir isso, que não iremos mostrar para não ensinar os meliantes a fazer, mas infelizmente é possível, só que a maioria dos golpistas não sabe fazer então tente a opção acima que o pior que pode acontecer é você ficar sem o Whatsapp por alguns dias, bem melhor que ter que ir na polícia, perder o número do telefone e etc.

Claro que se o seu telefone foi roubado ou mesmo perdido então não tem jeito, vai ter mesmo que fazer Boletim de Ocorrência, mandar bloquear o número — apenas bloquear, não tem necessidade de cancelar — mas aqui estamos tratando apenas do roubo de seu Whatsapp e não do telefone.

Também não adianta enviar mensagem para todos os amigos dizendo que perdeu seu número de Whatsapp, eles não irão receber, porque seu número antigo não está mais registrado como seu Whatsapp, lembre-se disso para não perder tempo. Nenhum de seus contatos irá receber a mensagem. Por esta mesma razão, desconfie se receber uma mensagem de um amigo — pela sua conta original — afirmando que o Whatsapp dele foi “clonado”, porque se tivesse sido, a pessoa não teria como enviar a mensagem. Exceto se o marginal teve uma crise de consciência e resolveu avisar.

Mas não acredite na gente… faça o teste, se realmente seu Whatsapp tiver sido clonado, você não consegue enviar nem receber mensagens em sua antiga conta. Porém alguém que tenha sua conta nos contatos, poderá enviar e receber mensagens para sua conta antiga. Basta procurar uma pessoa de seus contatos e testar. Este procedimento também serve para você ter certeza que foi uma clonagem e não outra coisa.

No caso de ter pago algum valor a um desconhecido, por um pedido em nome de um amigo, saiba que seu amigo (parente, etc) não tem responsabilidade legal nenhuma, exceto se ficar provado que foi ele mesmo o autor do golpe.

A verdade é que a opção de pagar foi sua e ainda que tenha sido pela melhor das intenções, o máximo que pode fazer é registrar uma queixa na polícia, que provavelmente não vai fazer nada, mas que fique o registro, para que se tenha um registro oficial disso e para que providências sejam tomadas, quem sabe seu sacrifício tenha utilidade para que outra pessoa não sofra da mesma forma.

O que quis dizer com outra coisa?

Sim… muitas vezes o que você imagina ter sido uma clonagem é apenas uma versão do seu Whatsapp rodando em um outro computador, ou mesmo em outro celular, neste caso basta fazer a seguinte ação:

  1. Na tela principal do Whatsapp toque nos 3 pontinhos, ao lado da lente;
  2. Clique em Whatsapp Web;
  3. Se houver outros aparelhos conectados, desligue os que não reconhece, ou todos.

Pronto, não tem mais versões do seu Whatsapp rodando em nenhum outro lugar.

Isso acontece porque o Whatsapp tem uma versão web, que normalmente roda com autorização do seu celular e ele inclusive precisa estar perto, mas há truques para burlar isso.

 O problema é que existem aplicativos, que podem estar instalados em seu próprio celular, ativando estas versões. Caso aconteça com frequência o melhor é fazer uma verificação completa em seu celular ou até mesmo resetar o aparelho para a configuração de fábrica, o que eliminará o programa, que pode ter sido instalado po um malware ou por alguém que teve acesso ao seu aparelho, talvez um parceiro(a) com ciúmes ou só uma pessoa pilantra mesmo.

CONCLUSÃO

Chamamos de “golpe do Whatsapp” como se o aplicativo tivesse alguma “culpa” mas não é bem assim, o app possui diversas proteções e procedimentos de segurança, inclusive criptografia de ponta a ponta, que impede que golpes mais sofisticados ocorram.

Por outro lado, nada — exceto a palavra sem valor do Mark Zuckerberg — que talvez possa ser muito rico por fora e muito canalha por dentro, nos garante que as mensagens que enviamos pelo Whatsapp possam chegar a lugares que nem sabemos da existência.

E não é apenas o Whatsapp, aplicativos similares, como o Telegram padecem do mesmo mal, apenas não são tão visados quanto o Whatsapp, não se esqueça que foi o Telegram que causou a queda de Sergio Moro e boa parte das pessoas envolvidas na operação Lava Jato, quem diria que seriam tão descuidados.

Uma coisa é certa… qualquer rede social é insegura do ponto de vista de nossa privacidade, seja por distração nossa, por cair em ciladas ou por confiar demais.

Então muita atenção, especialmente para pagamentos. Para isso é melhor usar as opções que tem assinatura do estado, como o PIX, que também pode conter ciladas, mas se é para cair em cilada que seja a do governo e não de um milionário qualquer, afinal o governo vais nos roubar, de um jeito ou de outro, que bom se pudermos escolher qual.

Vejo com muita desconfiança as opções de monetização dos aplicativos em geral, porque evidentemente são sempre uma forma de lucrar e onde alguém está lucrando é evidente que estamos perdendo algo. (Dl)

Em breve Whatsapp terá opções de funcionar como moeda de pagamento, assim como muitos outros aplicativos. Basicamente todos querem nosso dinheiro, como se já não bastassem os pilantras que ficam aplicando seus golpes, cada dia mais complexos.

Então mantenha-se alerta, se a questão é pagamento lembre-se que quem deve escolher como pagar é quem está pagando e não quem está recebendo, informe-se sempre e coloque sempre um escorpião para proteger suas senhas e principalmente sua distração… ela costuma ser o maior perigo, sempre!

 

Series Navigation<< MALDITOS SPAMMERS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: